O didático texto abaixo é originário de “The Fujifilm Blog“, e tomei a liberdade de traduzi-lo neste blog. Trata do conceito de Profundidade de Campo, numa abordagem que tem como alvo o fotógrafo iniciante.


O QUE É “PROFUNDIDADE DE CAMPO”?

Em linhas gerais, o termo Profundidade de Campo refere-se à área à frente de sua câmera que está em foco. Se sua câmera está regulada para fazer o foco a um metro da lente, a Profundidade de Campo se refere ao campo que se estende desde antes do ponto focado (isto é, a menos de 1m) até alguma região após o mesmo (ou seja, a mais de 1m) e em que todos os objetos estão nítidos o suficiente para também serem considerados “em foco”. Juntamente com Exposição e Composição, a profundidade de campo é um dos mais importantes aspectos da fotografia.

COMO CONTROLÁ-LA?

MENOS É MAIS

A maneira mais eficiente de afetar a profundidade de campo é pelo ajuste da Abertura do diafragma. Quanto maior o tamanho da abertura (i.e., menor número), menor será a profundidade de campo. Quanto menor a abertura (i.e., maior número), maior a profundidade de campo. Pode parecer confuso, mas o diagrama abaixo irá ajudar. O segmento amarelo mostra a área à frente e para trás do plano focal (o ponto em que a objetiva está focada) que está nítida. (As distâncias estão fora de escala).

DOF A Profundidade de Campo também pode ser afetada pelo comprimento focal da lente (i.e., “zoom”) e pela distância da câmera até o assunto (que é o que faz com que haja maior área em foco para trás do objeto do que para a frente dele), embora, para o benefício do hobbista iniciante, estejamos preocupados somente com a Abertura por enquanto.

O MODO DE PRIORIDADE DE ABERTURA

A melhor maneira de se habituar com as diferentes aberturas de diafragma é regular sua câmera para o modo de Prioridade de Abertura. Nessa opção, você pode controlar a abertura e a própria máquina irá ocupar-se de reajustar os valores de Velocidade de Obturador e ISO para manter os valores de exposição originais. Se sua câmera possui um disco com as opções “M / A / S / P” sobre o corpo (caso de Nikons e algumas Fujis, n. do t.), posicione o mesmo em “A” (de “Abertura”). Se sua câmera não possui esse seletor (outros modelos Fuji, n. do t.), gire o anel de aberturas para qualquer opção que não “A” (que nesse caso significa “automático”) e regule a velocidade de obturador para “A” (automático). (Se sua câmera é da marca Canon, ela terá um dial sobre o corpo com opções que compreendem o modo “Av” – é esta a que você deverá usar. N. do t.).

COMO MINHAS IMAGENS SERÃO AFETADAS?

MENOS É MAIS

Usar a maior Abertura possível (i.e., o menor número) permite que seu assunto seja isolado numa profundidade de campo diminuta e, assim, reduzir a importância dos planos mais próximos e mais distantes dele.

_MG_8215-2

Copyright | B. Andreoli

MAIS É MAIS

Usar uma pequena Abertura (número maior) aumenta a Profundidade de Campo e o permite incluir mais de sua cena, ou toda ela, na região em foco.

000882490024

Copyright | B. Andreoli

A PRIORIDADE DE ABERTURA EM RESUMO

1. Acione o modo de Prioridade de Abertura (A / Av).

2. Comece a clicar com a máxima abertura (o menor valor de Abertura possível para sua objetiva). Isso significa que suas imagens levarão o observador até o ponto da cena que você quer – a pequena região “focada”.

3. Reduza a Abertura (aumentando o seu número) para obter nitidez em uma parte maior da cena – uma boa pedida para fotos de grupos de pessoas ou paisagens.

CONCLUSÃO

A quantidade de luz capturada num clique é determinada por três aspectos – Velocidade de Obturador, ISO e Abertura do Diafragma. Normalmente, a melhor opção para a Velocidade é que ela seja a maior possível (a menos que você tenha intenção de capturar o borrão de algum movimento). O valor do ISO, em contrapartida, deve ser o menor possível, porque essa opção lhe trará maior qualidade de imagem e reduzir o ruído. Entretanto, não há regras absolutas como essas para a Abertura, já que esse é um parâmetro que pode afetar tão profundamente suas imagens. A decisão de incluir toda a cena, uma parte ou apenas um objeto à zona de foco faz parte de sua própria criatividade e do toque pessoal que você quer conferir às mesmas.


Acesse o texto original aqui.


Anúncios

4 comentários sobre “Compreendendo a Profundidade de Campo

  1. Que legal, Bruno! Eu adoro essas fotos com um objeto em foco e o resto fora. Não sabia que isso tinha a ver com a abertura (eu achava que abertura era só para entrar mais luz e tirar fotos em ambientes mal iluminados). Vou tentar com a minha máquina! A minha tem uma função automática de “borrar o fundo”, mas às vezes não funciona. Gostei da dica! 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s